terça-feira, 29 de junho de 2010

Selo Serpai & Alma Inquieta

Muito obrigada ao meu amigo Sergio e Alma Inquieta, dos blogs SERPAI (Argentina) e ALMA INQUIETA (Portugal), pelo selo de reconhecimento de nossa amizade e carinho. Beijos no coração de cada um.

Catedral - Zélia Duncan

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Sempre...

A vida sempre exigiu de mim o enxugamento das emoções à exaustão do limiar da dor. E sempre não é uma exceção.

Tânia Marques 23/06/2010
Fonte da imagem: 

Pedras no caminho

Naquela íngreme rua, passeiam imagens de esperanças perdidas na emoção do passado. É uma rua poética onde as brechas entre as pedras guardam saudade de um tempo que já se foi. É uma rua que me conduz à infância. Por ela viajo ao encontro da paz que se desfez na insensatez da Pós-Modernidade.

Tânia Marques 22/06/2010
Fonte da imagem:  web.icicom.up.pt/divagando/

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Avisame - Gonzalo Alora

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Teatro de rua

Se você não pode ir ao teatro, o teatro vai até você. A rua é o mais democrático de todos os palcos. É ali, no meio da multidão, que os agenciamentos acontecem, conexões se formam. É dali, do meio da roda, que se pode observar o olhar atento daquele que, na maioria das vezes, não tem acesso à cultura. O teatro de rua leva até o público risos e choros, despertando subjetividades e consciência de mundo. Teatro de rua, a mais libertária de todas as modalidades teatrais.

Tânia Marques  14 de junho de 2010.
Fonte da imagem: 
http://www.sortimentos.com/rs/porto-alegre-agenda-1-festival-teatro-de-rua-poa.htm

Bolsas customizadas



Customizar: Tornar exclusivo, personalizar, ousar, transformar. Encontrar sua versão do “faça você mesmo” o artesanal, a reciclagem o não-desperdício, o lúdico. Tudo Vale. Mãos hábeis e criativas podem fazer maravilhas em qualquer peça.

Fonte do texto e da imagem:

Fonte da imagem:

       
Customizar acessórios, além de ser uma ideia criativa, significa torná-los à sua cara. A originalidade está no diferente, naquilo que lhe é pessoal e que feche com o seu jeito de ser. Logicamente que isso não encontraremos nos produtos  absolutamente industrializados. Nas fotografias acima, você pode notar que, depois de compradas, as bolsas ganharam um perfil aproximado ao que eu queria, por isso resolvi decorá-las ao meu modo, distanciando-me da previsão comercial. Então, você poderá comprar, muitas vezes, uma bolsa barata, sem muitos detalhes e, usando a sua inventividade, fazê-la linda e personalizada. Beijos aos meus leitores queridos. 
Tânia Marques  14 de junho de 2010.

Fonte das imagens: arquivo pessoal

sábado, 12 de junho de 2010

Dia dos Namorados: balela, gente!


Assim como em outras datas, a finalidade principal deste dia é o consumismo. O amor é abstrato, por isso impossível quantificá-lo com presentes. Isso vem a ser um jogo de cena com muitas vantagens lucrativas! O conceito de amor está muito distorcido, pois existem muitos namorados e namoradas que não respeitam os sentimentos do outro e, depois, "vêm tapar o sol com a peneira" ofertando presentes, mas na tentativa de camuflar suas mentiras e/ou traições. Os puros de sentimento não avaliam o amor por objetos materiais. São companheiros de verdade para todos os momentos. É isso que vale, é isso que fica. Tenho dito.

Tânia Marques  12 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Projeto Madalena


                 Madalena – teatro das oprimidas

Acontecendo no Brasil, além de Guiné-Bissau e Moçambique, países da África lusófona, de dezembro de 2009 até maio de 2010, o LABORATÓRIO MADALENA é uma experiência cênica voltada para mulheres empenhadas em investigar as especificidades das opressões enfrentadas pelas mulheres, mesmo as suas próprias alienações, e em atuar para a criação de medidas efetivas que contribuam para a superação dessas opressões e para a igualdade dos gêneros. Contemplado com o Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura (Minc/Funarte), o Laboratório Madalena integra a residência artística da diretora italiana Alessandra Vannucci no Projeto Teatro do Oprimido de Ponto a Ponto¹.

Para apresentar os resultados da experiência, no dia 28 de maio, no Largo da Lapa, Rio de Janeiro, a partir das 15 horas, acontecerá o evento MADALENA OCUPA A LAPA, com apresentação de peças, performances, poesias (Madalena Encena), esculturas, pinturas, instalações (Madalena Expõe), show musical comandado por mulheres (Madalena Canta) e lona de discussão sobre a situação da mulher na sociedade atual (Madalena Debate). O evento é aberto ao público, sem cobrança de ingressos.

A experiência busca percursos de expressões estéticas e narrativas a partir do corpo feminino. Esse corpo que ao longo dos séculos permaneceu escondido, protegido e oprimido pelo corpo masculino, e hoje parece protagonizar, como objeto e sujeito, a ribalta de nossa sociedade midiática. O corpo da mulher despido, exibido, sensual, trivial, reinventado, prostituído, espremido e despedaçado nos outdoors, nas páginas das revistas, nas passarelas da moda e do samba, é o melhor veículo para venda de qualquer produto. É no corpo feminino que se trava hoje, mais do que no masculino, o embate entre os hábitos ancestrais e a defesa dos direitos humanos fundamentais. Essa condição comporta ilusões, feridas, contradições e uma busca urgente de significados.

O ponto de partida para o Laboratório Madalena ocorreu em dezembro de 2009 com duas oficinas, sendo uma delas composta por um grupo de trabalhadoras domésticas nordestinas. A partir de janeiro de 2010, pelo menos quatro laboratórios estão confirmados para ocorrer: no Ceará, Rio de Janeiro, além de Guiné-Bissau e Moçambique, países da África lusófona. As produções artísticas resultantes (peças, performances, esculturas, pinturas, instalações, poesias etc) circulam localmente, estimulando a discussão pública a respeito das opressões e violência contra o corpo da mulher, mesmo em tempos de revolução de hábitos e vivências e da emancipação da mulher em diversos contextos sociais. Neste momento, todos os homens são convidados a atuar como espect-atores², nos eventos-espetáculos (geralmente um Teatro-Fórum). “Essa participação fundamental para ativação de um diálogo propositivo que busque a transformação da realidade”, afirma a diretora Alessandra Vannucci. Toda a experiência está registrada para o documentário Madalena e será publicada na Revista Metaxis.

As experiências cênicas do Laboratório Madalena estão sendo desenvolvidas por Alessandra Vannucci e Bárbara Santos. Alessandra realiza pesquisa sobre arte e violência contra a mulher, investigando o tema do corpo feminino neste começo de terceiro milênio, suas revoluções, mutações, expectativas, seduções, obsessões e opressões. Bárbara Santos é socióloga e curinga³ do Centro de Teatro do Oprimido, onde coordena o Projeto Teatro do Oprimido de Ponto a Ponto, possuindo larga experiência na formação de grupos populares no Brasil e na África, além de coordenar de programas de formação.

O Laboratório Madalena é uma iniciativa da diretora Alessandra Vannucci (Prêmio Shell 2006 com “A Descoberta das Américas”, eleito Melhor Espetáculo de 2006 pelo Jornal O Globo; e Prêmio Arlecchino d’Oro 2007 com “Arlecchino all’inferno”) com realização do Centro de Teatro do Oprimido.
Fonte do texto:
http://ctorio.org.br/novosite/o-que-realizamos/projetos/madalena/

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Casamento


Se ainda duas bocas se encontrarem
Pelo desejo e pela vontade
de trocarem segredos
E não pelo hábito

Se ainda as pernas se entrelaçarem
Ao dormirem lado a lado
Pelo carinho e pela necessidade
E não pelo hábito

Se ainda duas mãos se juntarem
Ao saírem à rua
Debaixo de chuva ou de um sol escaldante
E não pelo hábito

Se ainda dois olhares se sustentarem
Em meio a uma discussão
Denunciando medo de um possível rompimento
E lágrimas rolarem
E não pelo hábito
De uma vida inteira juntos...

O amor aconteceu por êxtase e não feneceu
Pelo hábito

Tânia Marques 06 de junho de 2010

Fonte da imagem:  outroladodamargem.zip.net/

domingo, 6 de junho de 2010

Prêmio Blog de Ouro


SÉRGIO, você é uma pessoa muito gentil e amável. Obrigada por ofertar-me este belo presente. Isso só vem a contribuir ainda mais com a nossa aproximação e união. Beijos eternos. Tânia Marques

Amigos leitores, visitem os blogs do meu amigo Sérgio: 

sábado, 5 de junho de 2010

Uma homenagem pela paz mundial!

WaLLDesK - Papel de Parede
Papéis de Parede 3D Image - Images 3D














O símbolo da paz completou 50 anos desde sua criação, ele foi desenhado por de Gerald Holtom, designer inglês, para a primeira Campanha Pelo Desarmamento Nuclear, CND, na Inglaterra. O símbolo é uma composição das letras N e D (Nuclear Disarmament). Sua aceitação pelo público foi imediata e o símbolo passou a estar presente nas principais manifestações a favor da paz em diferentes cantos do mundo, por este motivo foi adotado pelos movimentos hippies da década de 60 como símbolo mundial da paz.
Fonte do texto e da última imagem: 
invoga-designparamoda.blogspot.com/2009_04_01...

O preço

A cada fúria de um passo
Um formoso olhar,
A cada sonoridade de um sorriso,
Um agreste verso a falar,
A cada belicosa volta
Um devaneio a se entregar,
A cada cor vista da esperança
Uma majestosa estrada a se esburacar,
A cada gesto de um momento
Uma forma desigual de te amar,
A cada canto de um pesadelo
Os feitos de um rio a secar,
A cada famosa vírgula
Uma história a se contar,
E a cada preço de um ponto final
Um sublime conto a se realizar,
Ou o preço do que lamentar.

Carlos Augusto Matos*

*Estudante de Letras, escreve desde os seus 15 anos. Hoje tem 25. Em versos, dedica-se poeticamente desde os 18 anos.
"Amo o amor, pois sem ele não estaria aqui, porque de fato eu nasci para o amor. Pena que algumas pessoas que se julgam saber o que é o amor, sempre entram em minha vida, e vão embora deixando uma ferida. Mas, com tudo isso, com essa batalha diária para encontrar alguém que me faça feliz, eu aprendo com os segundos e morro cada dia mais com os dias que se passam sem ter alguém para cuidar do meu coração". Carlos Augusto Matos (Belém/Pará).
Visite o seu blog: http://visaopoetica84.blogspot.com/

Fonte da imagem: Google
Texto e imagem enviados via MSN, em 05/06/2010 - publicação consentida pelo autor.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Estudantes protestam contra a poluição em Porto Alegre/RS.

Vale a pena conferir! Clique no link abaixo.

    Foto: Fernando Gomes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pages

 
↑Top