segunda-feira, 7 de junho de 2010

Casamento


Se ainda duas bocas se encontrarem
Pelo desejo e pela vontade
de trocarem segredos
E não pelo hábito

Se ainda as pernas se entrelaçarem
Ao dormirem lado a lado
Pelo carinho e pela necessidade
E não pelo hábito

Se ainda duas mãos se juntarem
Ao saírem à rua
Debaixo de chuva ou de um sol escaldante
E não pelo hábito

Se ainda dois olhares se sustentarem
Em meio a uma discussão
Denunciando medo de um possível rompimento
E lágrimas rolarem
E não pelo hábito
De uma vida inteira juntos...

O amor aconteceu por êxtase e não feneceu
Pelo hábito

Tânia Marques 06 de junho de 2010

Fonte da imagem:  outroladodamargem.zip.net/

11 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pages

 
↑Top