sábado, 27 de março de 2010

Momentos de Inspiração I

Muitos de meus leitores ainda não eram nascidos, e eu já andava “catando milho” numa velha máquina de escrever, para registrar roupantes de pura inspiração poética. Este poema foi escrito no dia 04/07/1983 e dedicado a uma pessoa muito especial.


Na mais pura emoção,
Os desejos de liberdade
Percorrem o nosso corpo e
Numa vontade louca de se expressarem
Evaporam no ar
Algo mais abstrato toma forma
Aos poucos,
Enxergamos um mundo novo
E um pedaço desse mundo
Destoa de sua totalidade
Vejo nele um poeta de um presente distante
Construindo sua própria história
Não sei mais o que é realidade
Não sei mais o que é sonho
Tudo é realidade
Tudo é sonho simultaneamente
E você, poeta? O que é?
No anonimato, você é vida
Atrás dos rostos perdidos, você é uma beleza esplêndida
No silêncio maior dos meus sentimentos,
Você é a liberdade das fantasias e das verdades do amor
Eu posso sentir o seu perfume
Eu experimento o seu calor
Eu sou sensível à sua inspiração.

Tânia Marques 04 de julho de 1983.

Fonte da imagem:
www.mypage.com.br/myflog/visualiza_modPH.asp?...

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pages

 
↑Top